O seu Dia a Dia
Simplificar o seu Dia

Ideias para “criar” uma casa inteligente

Publicado em 26-01-2018

A tecnologia está por toda a parte e toca cada uma das muitas dimensões humanas, económicas e sociais. A verdade é que as potencialidades trazidas pelas plataformas tecnológicas têm vindo a contribuir para melhorar a vida de todos nós individualmente, mas também em ambiente empresarial.

Da saúde ao ensino, da produção industrial à agrícola, dentro e fora de casa, são muitos os exemplos da forma como as TIC se têm vindo a fazer presentes; hoje espreitamos uma dessas realidades e deixamos ideias para criar uma casa inteligente. Objetivo final: facilitar a vida de todos nós.

1.

Iluminação inteligente

Embora os comuns (e os mais antigos) interruptores de luz sejam ainda muito úteis nas nossas casas, a realidade é que ter a capacidade de controlar toda a iluminação apenas com um comando de voz ou a partir do smartphone é uma ideia que rapidamente conquista adeptos.

Do sonho à realidade vai apenas um pequeno salto, e através do conceito de iluminação inteligente torna-se agora possível aos utilizadores conectarem as luzes da sua casa à rede e controlá-las remotamente.

Algumas podem mesmo desligar-se sozinhas se “sentirem” que não está ninguém dentro da sala ou do quarto. Se gostou da ideia, fique a saber que a Philips ou a Osram são apenas duas das marcas que apresentam no mercado este tipo de lâmpadas que, apesar de caras, são em LED e prometem durar vários anos.

2.

Sensores que alertam para o perigo

Se é daquelas pessoas sempre preocupadas com os perigos que a sua casa pode enfrentar, então fique a saber que poderá implementar sensores com capacidade de o alertar quando algo corre mal. Falamos de aparelhos ligados à rede elétrica ou que detetam fugas de gás, por exemplo, na cozinha.

3.

Rentabilizar custos

Aquecimento, água e luz são “males necessários” em qualquer habitação nos dias de hoje, mas são também um dos principais responsáveis pelo maior peso nas contas ao final do mês.

Também aqui é possível recorrer à tecnologia para, de alguma forma, rentabilizar os custos. Comece por instalar painéis solares que, além de permitirem a geração de energia (igualmente possível com uma turbina eólica), ajudam e muito a garantir o aquecimento da própria casa e da água. Instale ainda uma míni ETAR interna com capacidade para tratar águas residuais e, ao mesmo tempo, deite mão a um circuito que lhe permita aproveitar a água da chuva.

4.

Eletrodomésticos inteligentes

Um frigorífico que revê o seu próprio stock e encomenda o que está em falta via eComm; uma máquina de lavar que trabalha sozinha. Não, não é um sonho, mas algo bem real e que está já à disposição dos mais ousados. Por exemplo, a Samsung conta com o Family Hub Refrigerator, um frigorífico com touchscreen embutido que permite ver receitas, navegar na Internet e controlar o resto da casa.

5.

Outros aparelhos inteligentes

Quando sai do banho, gosta de se enrolar numa toalha quentinha? Então não precisa de se preocupar mais com isso. Agora estão já disponíveis no mercado toalheiros elétricos de casa de banho que começam a funcionar sempre que se abre a torneira do duche ou quando o despertador tocar.

 

Fique a saber que…

…a primeira casa inteligente em Portugal foi construída há cerca de sete anos e foi então posta à venda por 4,5 milhões de euros. Naquele espaço, a domótica era rainha.