O seu Dia a Dia
Projectar o Futuro

O quarto dos miúdos é confortável para estudar?

Publicado em 15-11-2016

Só a palavra já os põe em sentido. Estudar é e será sempre sinónimo de dever, de obrigação. É por esse motivo que a criação de um espaço agradável, luminoso e acolhedor será meio caminho andado para que esta tarefa possa correr bem e a criatividade e a concentração tomem as rédeas do pensamento. Só assim o dever de estudar será visto como uma tarefa natural, como tantas outras que as crianças desempenham do seu dia-a-dia.

O desafio pode assustar os pais, mas o importante será adotar uma postura de versatilidade e harmonia antes de começar a executar o projeto. Há também conceitos que poderão auxiliar os mais receosos. O Feng Shui é um desses princípios orientadores e defende que os espaços podem influenciar a saúde, o rendimento escolar, a alegria ou a criatividade, entre outros estados de espirito.

Sabendo-se de antemão que o ambiente poderá influenciar a predisposição para estudar dos jovens, os pais devem ter alguma atenção quando prepararem os quartos dos seus filhos, mais concretamente o cantinho que estará destinado às tarefas escolares.

A mobília base a ter em conta é simples e pode ser composta por uma secretária, uma cadeira, e prateleiras para arrumar os livros. A cadeira é um elemento importante, uma vez que deverá ser, acima de tudo, confortável para que o estudante se sinta cómodo no desempenho da sua tarefa e ajustável para que acompanhe a evolução física da criança.

A iluminação é outro ponto chave neste enquadramento. Um espaço de estudo bem iluminado, sem excessos, é uma lufada de ânimo para a concentração e para evitar o cansaço dos olhos e, as consequentes dores de cabeça.

As cores, são subjetivas e os mais pequenos poderão ter uma palavra a dizer. Há os que preferem os tons mais claros, mas há também os que se sentem mais estimulados pelas cores fortes. A cima de tudo deve se privilegiar o bem-estar.

Em todo o processo de preparação os pais devem sempre envolver os seus filhos, até porque o espaço que resultar da soma da criatividade de todos será para eles. Há que garantir que tudo está de acordo não só com as suas necessidades, mas também com os seus gostos pessoais.

Este envolvimento facilitará mais tarde a identificação do estudante com o espaço e fará com que se sinta fisicamente confortável para assimilar as matérias e os conceitos que farão se sim um orgulhoso detentor de boas classificações escolares.