O seu Dia a Dia
Tema da Semana

Os cartões eletrónicos podem ajudá-lo a vencer o medo do ecommerce

Publicado em 01-03-2017

Os portugueses estão cada vez mais rendidos ao comércio eletrónico. No ano passado teremos gasto mais de 2 mil milhões de euros em compras feitas na internet e nos próximos três anos o valor vai continuar a crescer, pelas contas da PayPal que recentemente apresentou um estudo com participação local.

A pesquisa também mostrava que os portugueses foram, das 32 nacionalidades analisadas, os que mais compraram fora de portas. Mas quando se fala em comércio eletrónico, a questão da segurança está sempre em destaque.

São os receios a este nível que continuam a inibir muitos utilizadores de o experimentarem e que leva outros tantos a optar por soluções que não exijam partilha de dados bancários a cada transação.

Nessa linha, o PayPal é o serviço de pagamentos online mais conhecido a nível global e um dos mais usados, embora existam outras opções, incluindo a nível nacional.

Permite pagar compras sem expor dados bancários, que só são introduzidos uma vez no momento de criação da conta. Não tem custos de subscrição ou de utilização, pode funcionar por carregamento de saldo, associado a um cartão de débito ou de crédito.

Os dados bancários do utilizador nunca são partilhados com terceiros. No momento da transação basta o email e a senha de acesso à conta PayPal para concretizar a operação.

Criada em Portugal, há outra alternativa que vale a pena conhecer se quer fazer compras online sem partilhar dados bancários: o MBNet. O serviço também funciona associado a um cartão bancário físico e permite criar cartões virtuais para o pagamento de compras online. Tal como um cartão de débito ou de crédito tem um número, um prazo de validade e um montante autorizado, dados que não coincidem com os do cartão físico e que por isso mesmo mantêm essa informação protegida.

O conceito na base do MBNET foi o de criar um cartão para uma compra. Hoje é possível com um mesmo cartão dar suporte a um máximo de quatro transações online, num prazo máximo de dois meses (Cartão MBNet Compra Única), ou a um número ilimitado de compras durante um ano, desde que todas sejam realizadas no mesmo comerciante (Cartão Comerciante).

O montante incluído num cartão é definido na altura em que este é criado no multibanco, no serviço de homebanking ou na aplicação MBWay e não pode ser alterado por questões de segurança.

A aplicação MBWay também foi criada pela SIBS. Serve para fazer pagamentos seguros através do telemóvel, identificando o utilizador só com este dado, perante a rede de comerciantes aderente ao serviço. O MBNet foi integrado nesta aplicação.

Pode ser usado a partir da aplicação, mas quem quiser dispensar a app e recorrer ao método de configuração tradicional – via multibanco ou homebanking – para fazer compras no PC, continua a poder fazê-lo.

Seja qual for o método escolhido para fazer compras online, prefira sites que apresentem garantias de transações seguras, normalmente representados por um cadeado.