O seu Dia a Dia
Fim do Mês

Procure o supermercado mais barato e poupe nas compras

Publicado em 10-01-2018

A ida ao supermercado pode representar uma dor de cabeça para quem paga e um forte abalo nas finanças pessoais. E quer seja para fazer as compras mensais e encher a despensa, quer seja para colmatar algumas falhas e adquirir apenas um conjunto limitado de produtos, a verdade é que procuramos sempre poupar.

Talvez por isso seja cada vez mais determinante perceber que a escolha do supermercado mais barato em cada distrito do país pode significar a diferença entre poupar (ou não) 200 a 500 euros por ano em compras.

Os dados são do mais recente trabalho da Deco – Associação de Defesa do Consumidor, que todos os anos vai às compras e apresenta a listagem dos espaços mais em conta a partir de um cabaz de produtos previamente definidos.

Este ano foi avaliado um cabaz de 141 produtos (com marcas próprias e de fabricante), visitadas 560 lojas e recolhidos 106.190 preços. Contas feitas, o grupo Continente assume a liderança e recolhe a medalha de supermercado mais barato do país.

Mas como nem só de lojas físicas se fazem as compras, a Deco analisou também a possibilidade de compras online, via comércio eletrónico. E, na Internet, a história é outra já que o ranking das lojas online mais baratas é liderado pelo Jumbo, seguido do El Corte Inglés que ultrapassa, deste modo, o Continente e o Intermarché.

A Deco recorda ainda que Lisboa, Porto, Leiria e Braga são, atualmente, os distritos onde se conseguem poupanças mais significativas. Assim sendo, partindo de uma família que gaste 150 euros por mês no supermercado, é possível atingir poupanças anuais “acima dos 200 euros escolhendo o supermercado mais barato nestes distritos”. Já uma família que gaste 400 euros mensais no supermercado pode obter, num ano, “poupanças acima dos 500 euros nas lojas mais baratas”.

Para descobrir o supermercado mais em conta em cada região do país, a Associação de Defesa do Consumidor disponibiliza no seu site um simulador que pode dar uma ajuda preciosa. Basta que, para isso, coloque o distrito e o concelho da sua residência, responda a duas ou três perguntas sobre o que procura e tem automaticamente acesso a uma listagem de espaços que pode escolher.

Agora é só fazer contas, escolher o supermercado…e boas compras!