Este website utiliza cookies para melhorar a navegação. Ao navegar no website estará a consentir a sua utilização. Para saber mais clique aqui.

Powered by

Unibanco
Athleisure: da passarela para as pistas Athleisure: da passarela para as pistas

Athleisure: da passarela para as pistas

Athleisure: da passarela para as pistas

O círculo fechou-se, e depois de anos em que a roupa desportiva influenciou a moda, agora é a moda quem influencia as peças desportivas.


Publicado em 10-Fev-2020

Quem inventou as primeiras solas em borracha percebeu imediatamente que seriam ótimas para praticar desporto — e os primeiros pares foram desenhados para jogar ténis – daí o nome, certo? Desde então o desporto passou a ter uma palavra muito importante na moda, e a roupa criada para jogar ténis invadiu os colégios e as universidades, criando o look preppy. No inverno, os casacos de penas impermeáveis, usados para fazer esqui, conquistaram as ruas das cidades e, mais recentemente, o look yoga, sobretudo as calças, passou a ter um lugar imprescindível em qualquer guarda roupa feminino — e em alguns masculinos também.

Já neste século, foram os próprios designers de moda quem adotou o estilo, preservando na maioria das vezes as qualidades técnicas e desportivas das peças. Uma tendência bem evidente neste início de década:

Dior Jordan

Até há bem pouco tempo uma combinação considerada impossível e ainda hoje, pelo menos, improvável. Mas esta união entre a alta costura francesa da Dior e o mass market desportivo americano da Nike tem pernas para a andar – e até já desfilou no mais recente show de moda masculina da Dior. A capacidade técnica dos Air Jordan recebem um design arrojado, com assinatura do diretor criativo da coleção masculina da Dior, Kim Jones. Primeiro lançados em bota e agora em sneaker também.


Adidas by Stella Mccartney

  • Athleisure: da passarela para as pistas | Unibanco
  • Athleisure: da passarela para as pistas | Unibanco
    • Athleisure: da passarela para as pistas | Unibanco
    • Athleisure: da passarela para as pistas | Unibanco

      Há 15 anos que a Adidas e a estilista Stella McCartney iniciaram uma longa e proveitosa colaboração, e este ano chegou a vez de re-imaginar algumas dessas peças icónicas, como uma parka oversized à prova de água em polyester 100% reciclado, ou umas calças de treino em algodão orgânico. E os novos Ultraboost 2.0 oferecem mais recuperação de energia a cada passada, ao mesmo tempo que ajudam a retirar plástico dos oceanos.


      Converse Pigalle

      A Pigalle Paris é um pequeno tesouro parisiense, uma loja de streetwear e sneakers que oferece as marcas mais exclusivas e desconhecidas, geralmente japonesas. Desta vez aliaram-se à Converse e não só redesenharam um colorido court de basquete na cidade das luzes, como uma coleção de ténis para levar lá para dentro e jogar.  


      Puma Rise, com Cara Delevingne

      • Athleisure: da passarela para as pistas | Unibanco
      • Athleisure: da passarela para as pistas | Unibanco
        • Athleisure: da passarela para as pistas | Unibanco
        • Athleisure: da passarela para as pistas | Unibanco

          A Puma aliou-se à atriz e ícone da moda feminina Cara Delevingne para criar um poderoso sapato de corrida. Primeiro porque incorpora a tecnologia de corrida mais avançada desenvolvida pela Puma, a RS, e depois porque apresenta um design e materiais premium, como a camurça ou a pele. A sensação é estarmos a caminhar sobre as nuvens, mas com um estilo irrepreensível.


          Reebok Martin Margiela

          A Reebok aliou-se a vários designers americanos, como a Pyer Moss, através da câmara de moda daquele país, mas também se juntou à Maison Margiela, de John Galiano,  para, em conjunto, desenvolverem os ténis mais completamente fora da  estação. A ideia foi pegar no icónico modelo modelo Tabi, da Margiela, e juntar a tecnologia Pump, da Reebok. Disponível em várias cores, incluído all-white e all-black.