Este website utiliza cookies para melhorar a navegação. Ao navegar no website estará a consentir a sua utilização. Para saber mais clique aqui.

Powered by

Unibanco
Bordéus, muito para lá do vinho Bordéus, muito para lá do vinho

Bordéus, muito para lá do vinho

Bordéus, muito para lá do vinho

Imaginem a beleza de Paris, com um sorriso de simpatia. Assim é Bordéus, a pérola da Aquitânia, a bela adormecida que acabou de despertar…


Publicado em 27-Set-2019

É muito fácil embriagarmo-nos pela beleza de Bordéus. E impossível escapar ao vinho, como se percebe pelo trocadilho. Mas vamos tentar, porque a cidade é muito mais do que a capital mundial do precioso néctar. Comecemos antes por “flanar” um pouco ao longo do Garona, o rio que marca a paisagem da cidade, tal e qual como o Douro ou o Tejo marcam as nossas.

Flâner é uma atitude tipicamente francesa, enaltecida na literatura por nomes como Baudelaire ou Balzac, que lhe chamou a “gastronomia do olho”, e que se pode traduzir por passear descontraidamente, sem rumo, absorvendo o ambiente à volta. Será uma excelente forma de começar este pequeno passeio por Bordéus, Património Mundial da UNESCO desde 2007.

Mesmo sem rumo, passaremos provavelmente por alguns dos 350 monumentos listados naquele património, como a Place de la Bourse, com o seu enorme espelho de água – divertido e romântico ao mesmo tempo, e provavelmente o local mais fotografado da cidade. A Basílica de St. Michel, exemplar gótico perfeito, construída no século XV, e com uma torre de 114 metros de altura (que sobreviveu aos bombardeamentos durante a II Guerra Mundial) à qual podemos subir. A Catedral de Santo André, sede da arquidiocese de Bordéus, que fica mesmo ao lado da Câmara Municipal e do Museu das Belas Artes. Com sorte até entramos no CAPC, o museu que alberga uma das mais impressionantes coleções de arte moderna de toda a França. Admiramos a arquitetura do Grand Théâtre, deambulamos pelo Bairro de Saint Pierre ou atravessamos a Rue Sainte-Catherine, provavelmente a maior rua pedonal da Europa, cheia de lojas e cafés típicos (bem como alguns internacionais).

  • Bordéus, muito para lá do vinho | Unibanco
    La Cité du Vin
  • Bordéus, muito para lá do vinho | Unibanco
    Basílica de Saint-Michel
  • Bordéus, muito para lá do vinho | Unibanco
    Place de la Bourse
  • Bordéus, muito para lá do vinho | Unibanco
    Le Grand-Théâtre
  • Bordéus, muito para lá do vinho | Unibanco
    Rue Sainte-Catherine
    • Bordéus, muito para lá do vinho | Unibanco
      La Cité du Vin
    • Bordéus, muito para lá do vinho | Unibanco
      Basílica de Saint-Michel
    • Bordéus, muito para lá do vinho | Unibanco
      Place de la Bourse
    • Bordéus, muito para lá do vinho | Unibanco
      Le Grand-Théâtre
    • Bordéus, muito para lá do vinho | Unibanco
      Rue Sainte-Catherine

      Há muito para ver em Bordèu, como lhe chamam os occitanos, mas se não for um flâneur, pode apontar todos estes locais na lista “a não perder”, porque são realmente obrigatórios. Para visitar a pé, de bicicleta, ou com um guia numa excursão mais organizada.

      Gastronomia

      Quando tiver fome, digamos que a cidade está superiormente localizada entre o mar e a terra, onde nascem muitos dos produtos que fizeram a França gastronómica famosa: foie gras das Landes, morangos do Périgord, ou ostras de Arcachon são produtos locais apanhados a uma centena de quilómetros no máximo. E se for perguntar aos locais onde comer as melhores ostras, provavelmente responder-lhe-ão “Chez Jean-Mi, aux Capus”, que é como quem diz no Bistrot des Halles Jean Mi, no Marché des Capucins – excelentes ostras (e outros mariscos), superiormente bem tratadas num típico restaurante de mercado. Aberto apenas até à hora de almoço.

      • Bordéus, muito para lá do vinho | Unibanco
        Chez Jean-Mi
      • Bordéus, muito para lá do vinho | Unibanco
        Darwin
      • Bordéus, muito para lá do vinho | Unibanco
        Le Bouchon Bordelais
      • Bordéus, muito para lá do vinho | Unibanco
        Le Bouchon Bordelais
        • Bordéus, muito para lá do vinho | Unibanco
          Chez Jean-Mi
        • Bordéus, muito para lá do vinho | Unibanco
          Darwin
        • Bordéus, muito para lá do vinho | Unibanco
          Le Bouchon Bordelais
        • Bordéus, muito para lá do vinho | Unibanco
          Le Bouchon Bordelais

          Por outro lado, se preferir experimentar o local mais hipster da cidade, então dirija-se a Darwin, a zona nova do outro lado do rio, totalmente remodelada a partir de um antigo quartel abandonado para acolher um hub económico/criativo orientado para o meio ambiente. A zona acolhe espaços de coworking, um parque de skate, uma zona de grafitti livre, uma quinta urbana, um centro de bem-estar, e o Magasin Général, um restaurante-mercearia dedicado aos produtos bio, na sua maioria locais. O restaurante oferece desde supersaladas a smoothies, de hambúrgueres a pizzas, todos vegan.

          Outro bistrot bastante popular é o Le Bouchon Bordelais, um restaurante com uma atmosfera movimentada e acolhedora, em que o chef local, Frédéric Vigouroux, oferece uma cozinha orientada pelos produtos locais, sazonal, e cuidada – mas ainda assim a preços bastante aceitáveis. Se procura uma atmosfera um pouco mais requintada, mas não pretende estragar o orçamento, a Brasserie Le Bordeaux Gordon Ramsay, do famoso chef, é uma excelente escolha. Ramsay é inglês, mas fez a maioria da sua aprendizagem em França, pelo que sabe do que fala. Ou melhor, do que cozinha. E se quiser ter uma experiência realmente gourmande, no mesmo Le Grand Hotel Intercontinental, e ainda pelas mãos do chef Ramsay, o Le Pressoir d’Argent oferece uma refeição digna de duas estrelas Michelin.

          Onde ficar

          Este hotel será também uma excelente – ainda que dispendiosa – escolha para se alojar na cidade. Porque o Grand Hotel tem sido o epicentro da vida social em Bordéus desde que abriu portas, há praticamente um século, e a sua localização é absolutamente central, mesmo ao lado do Grand Théâtre. O edifício foi completado em 1789, o ano da Revolução Francesa, mas a pensar noutra opulência, hoje bem evidente na decoração “imperial”.

          A Grande Maison, de outro famoso chef, Piérre Gagnaire, oferece uma experiência ainda mais elitista, já que tem apenas seis quartos e um restaurante, também galardoado com duas estrelas Michelin.

          View this post on Instagram

          Venez découvrir le luxe à la française lors d'un séjour inoubliable à La Grande Maison ! Réveillez-vous en douceur avec nos croissants 🥐, chocolatines, thé, oeufs et miel de notre Château Grand Cru Classé La Tour Carnet 🍯 dans notre magnifique chambre Espérance ✨ Merci à @krline578 pour cette photo - - Come and discover French luxury during an unforgettable stay at La Grande Maison! Wake up gently with our croissants, chocolate, tea, eggs and honey from our Château Grand Cru Classé La Tour Carnet 🍯 in our beautiful room Espérance ✨ Thanks to @krline578 for this photo . . . . #BernardMagrez #LaGrandeMaisonBordeaux #RelaisChateaux #Luxury #Hotel #Breakfast #PerfectBreakfast #MagicalDay #Wakeup #Goodmorning #LuxuryHotels #Bordeaux #VisitBordeaux #Deliciousjourneys

          A post shared by La Grande Maison (@lagrandemaisonbordeaux) on

          View this post on Instagram

          Le week-end du 15 août est arrivé 🎉 ! Et si vous en profitiez pour visiter Bordeaux et séjourner à La Grande Maison ? Chambre avec vue sur notre bel @institutbernardmagrez, cela donne envie d'aller y faire un tour non ? En plus en ce moment, l'Institut accueille l'exposition "1,2,3 Soleil" 🎨 de @seth_globepainter, artiste de renommée internationale ! Une visite privée de l'Institut vous est offerte pour toute réservation 😉 Et vous, qu'avez-vous prévu ce week-end ? - - The weekend of August 15th has arrived! And if you took the opportunity to visit Bordeaux and stay at La Grande Maison? Room overlooking our beautiful @institutbernardmagrez, it makes you want to go for a ride no? In addition to this, the Institute is hosting the exhibition "1,2,3 Soleil" by @seth_globepainter, internationally renowned artist! A private tour of the Institute is offered to you for any reservation 😉 And you, what have you planned this weekend? For the exhibition ➡ institut-bernard-magrez.com To book a stay at La Grande Maison ➡ lagrandemaison-bordeaux.com . . Thanks to @krline578 for the picture . . #BernardMagrez #DeliciousJourneys #RelaisChateaux #InstitutBernardMagrez #Culture #Hotel #Luxury #View #Roomwithaview #Bordeaux #VisitBordeaux #France

          A post shared by La Grande Maison (@lagrandemaisonbordeaux) on

          Por outro lado, La Maison Fredon fica bastante mais em conta (menos de 100 euros), apesar de ser um surpreendente boutique-hotel, com uma decoração fora da caixa e moderna. Mais divertido ainda é o Mama Shelter, o grupo de hotéis de design da Accor, desenhados por Philippe Starck, onde nunca falta uma máscara no quarto, para nos fotografarmos. Em Bordéus, o Mama Shelter fica no Bairro de St. Michel, ao pé da basílica.

          Bordeaux

          Agora sim, podemos falar de Sauternes, Saint Émilion, Pomerol, Médoc, Graves, Pauillac… Tudo regiões (ou sub-regiões) cuja mera menção desperta os sentidos de qualquer amante de vinho, tal como os famosos châteaux: Margaux, Latour, Cheval Blanc…por aí fora. Já que aqui estamos, como não visitar uma (ou várias) adegas, e tentar perceber o porquê de esta região estar tão bem-conceituada no mundo vinícola e há tantos séculos. Na página do Turismo de Bordéus, vai encontrar mais de 150 quintas que recebem visitantes, mas também excursões organizadas a quintas ou appellations.

          • Bordéus, muito para lá do vinho | Unibanco
            Château d'Agassac
          • Bordéus, muito para lá do vinho | Unibanco
          • Bordéus, muito para lá do vinho | Unibanco
            Château d’Yquem
          • Bordéus, muito para lá do vinho | Unibanco
            Château de Reignac
            • Bordéus, muito para lá do vinho | Unibanco
              Château d'Agassac
            • Bordéus, muito para lá do vinho | Unibanco
            • Bordéus, muito para lá do vinho | Unibanco
              Château d’Yquem
            • Bordéus, muito para lá do vinho | Unibanco
              Château de Reignac

              E sem sequer sair da cidade podemos até mergulhar na experiência mais imersiva de todas, na Cité du Vin, um espaço onde tudo gira à volta da cultura do vinho. A própria arquitetura do edifício faz lembrar um decanter e ao todo são mais de 3.000 m² de exposições, salas de espetáculo, de degustações, de experiências multissensoriais, de restaurantes e de lojas. Tudo com vista para o rio, onde começámos o nosso percurso, para fazer um brinde a uma viagem perfeita.

              • Bordéus, muito para lá do vinho | Unibanco
              • Bordéus, muito para lá do vinho | Unibanco
              • Bordéus, muito para lá do vinho | Unibanco
                • Bordéus, muito para lá do vinho | Unibanco
                • Bordéus, muito para lá do vinho | Unibanco
                • Bordéus, muito para lá do vinho | Unibanco

                  Como ir

                  A TAP Air Portugal, a Ryanair e a easyJet voam diariamente de Lisboa para Bordéus, e esta última voa também a partir do Porto. Com a TAP, terá de fazer escala em Lisboa.