Este website utiliza cookies para melhorar a navegação. Ao navegar no website estará a consentir a sua utilização. Para saber mais clique aqui.

Powered by

Unibanco
Os melhores <i>podcasts</i> (portugueses e estrangeiros!) Os melhores <i>podcasts</i> (portugueses e estrangeiros!)

Os melhores podcasts (portugueses e estrangeiros!)

Os melhores podcasts (portugueses e estrangeiros!)

Da infinidade de programas áudio que há atualmente, fizemos uma seleção dos que não pode (mesmo!) andar a perder.


Publicado em 12-Nov-2019

Ligar o carro e ouvir rádio após rádio, o trânsito e o tempo; andar nos transportes públicos e ter as mesmas meia dúzia de músicas no telemóvel; estar numa qualquer sala de espera e ter como som de fundo a conversa alheia. Os sentidos do corpo humano não desligam e a audição, sempre aguçada, traz-nos histórias e sons que acabam por se transformar em ruído para o cérebro. 

As playlists que ocuparam o lugar dos CD, os telemóveis que assumiram o papel dos velhinhos walkmans e os airpods que tiram os headphones demasiado grandes da carteira facilitam a tarefa de se ouvir aquilo que se quer quando se quer. Em qualquer lado.

Neste admirável mundo novo da diversidade, os podcasts ganham espaço e tempo das nossas vidas. Não é uma fórmula nova, mas renovada. É a junção de uma conversa de rádio, como tantas há por esse mundo fora, com duas inovações: podemos ouvir quando quisermos e não há tabus.

Uma gargalhada por dia…

Nem sabe o bem que lhe fazia! Nos dias mais cinzentos, meteorológicos ou emocionais, é bom haver alternativas para se distrair. Os podcasts humorísticos são, provavelmente, os mais diversificados, até porque o humor, já se sabe, não tem limites. A atualidade é prato do dia e tudo é bom ingrediente: política, economia, desporto, cultura. Em Portugal, o Aleixo FM traz, em episódios que rondam os 5 minutos, as efemérides do dia e uma visão acutilante sobre acontecimentos nacionais e internacionais. Podem parecer apenas bonecos imaginários, mas a perspicácia é bem real.

Do humorista Luís Franco Bastos, Hotel é um podcast, que é ficção, que é uma série… que se passa num hotel. As personagens são todas feitas por Franco Bastos, reconhecido largamente no panorama nacional pela forma como consegue manipular a voz. Com 10 minutos por episódio, é uma história fácil e engraçada de acompanhar ou de começar a seguir. Ainda em (bom) português, mas do outro lado do atlântico, Mariana Cabral (aka Bumba na Fofinha)encurta distâncias com Fuso, um podcast que pretende colmatar a falta de vídeos nesta nova aventura por Nova Iorque.

A saúde e o bem-estar também são audíveis 

Termos como “vida saudável” são, cada vez mais, ordem do dia. Deixamos os chavões de “cinco refeições por dia e exercício três vezes por semana” para, agora, fazermos uma análise muito mais completa das necessidades que precisamos como um todo, corpo e mente. As teorias multiplicam-se, os conselhos também. Há podcasts que pretendem dar uma ajuda, de forma clara e concisa, sobre as mais variadas temáticas. A ajuda, claro, é sempre bem-vinda, mas fica o disclaimer: cada vida é uma vida, e conselhos não são regras!

No mundo da alimentação, a recomendação vai em português: na Nutrimento tem conteúdos áudio que falam sobre os vários tipos de alimentos e os benefícios, a alimentação equilibrada ou as vantagens de tomar pequeno-almoço. O podcast A curiosidade salvou o gato é produzido por uma médica interna de medicina geral e familiar, Margarida Santos, e pretende ajudar o conhecimento em saúde. Ainda que, salienta na descrição, nenhum podcast substitua a avaliação médica. De mães para mães, o conselho passa por Na Cadeira da Papa, um podcast sobre alimentação para os mais novos, que dá uns toques noutros temas de miúdos e graúdos.

View this post on Instagram

Ontem tive um dia muito produtivo. ( e que, a julgar pelas vossas perguntas, muitos de vocês acham que é o meu dia a dia ). Estive quase 12horas no serviço de urgência, voltei para casa a pé, passei no supermercado, comprei o que precisava, pus legumes no forno e enquanto o jantar estava no forno ainda fiz um treino de 30 min. Em dias assim sinto me de facto muito produtiva. Não perco tempo e sinto que consigo fazer tudo aquilo a que me comprometo. E adoro partilhar esses dias com vocês. Porque é com esses que pretendo mostrar que tudo se faz e que mesmo sem tempo “ há tempo para tudo” Hoje o dia foi o oposto. Entrei mais tarde no trabalho. De manhã acordei cedo e tentei gravar um episódio do podcast. Estive 1h a volta do microfone e nada do que gravei me agradou. Depois fui trabalhar, cheia de planos para entre consultas despachar pelo menos 1/4 das 204849 coisas pendentes que tenho para fazer. Não fiz nada. Zero. Bem levei a agenda cheia de to do’s mas hoje nem um check fiz. Ha dias assim. Mas esses eu raramente partilho. Não é por mal, é por sentir que não acrescento nada. E hoje pensava nisto enquanto me comparava a algumas pessoas que admiro pela sua energia e produtividade. E passou me pela cabeça que talvez alguns de vocês me vejam dessa forma. Precisamente porque acabo por so partilhar esse lado do meu trabalho. Por isso hoje o meu objetivo é só relembrar que nem tudo é como parece por aqui. E sei ( por experiência própria ) que facilmente nos comparamos a quem seguimos nas redes sociais. E isso as vezes faz com que tenhamos uma sensação de “quem me dera conseguir” que também cansa. Mas cada vez mais acho que somos todos bem mais parecidos do que as redes sociais fazem parecer. E os dilemas e inseguranças que tens, também eu tenho e certamente também a pessoa mais inspiradora do mundo tem. Porque é tudo relativo e só depende da forma como vemos as coisas. E é só isto. Pequeno #realitycheck para dizer que estamos juntos e hoje o dia foi menos bom mas amanhã voltamos 🤙🏼🤙🏼

A post shared by Margarida Santos (@margarida.dgsantos) on

Para uma mente mais descansada, mais estimulada e, de noite, mais adormecida, também há soluções. Vamos por partes: se as insónias são, para si, nome do meio, Sleep with me pode ser a solução. Os episódios são longos, muito longos, mas o objetivo é mesmo que as histórias sejam tão cansativas que não chegue ao final. Para quem prefere apenas som ambiente, o Sleeping motivation podcast traz sons relaxantes, da natureza, para envolver até adormecer. No espetro oposto, o da produtividade e bem-estar, o podcast Shut up, brain! traz dicas bem humoradas para acabar com a inércia, a ansiedade e tudo o que não o deixa seguir em frente.

Fora de jogo, dentro do desporto

Acompanhar jogos de futebol dos principais clubes não é complicado, mas ter uma visão mais alargada dos principais desportos não é para todos. Nos meios de comunicação, em timings apertados, é o futebol que ocupa a maior parte do painel. Nos comentários desportivos, por reflexo, acontece o mesmo. Podcasts sobre futebol, em português, há muitos, por isso vamos apenas recomendar dois que se especificam não só em futebol como em clubes. Para os adeptos dos encarnados, o Benfica FM traz, todas as semanas, uma análise crítica ao clube, com comentadores regulares e convidados especiais, todos benfiquistas. Os adeptos sportinguistas têm também um programa que aborda todos estes pontos, o Sporting160.

Os podcasts têm um terreno frutífero para explorarem novas modalidades, novas personalidades e novas visões sobre desporto. Para começar, recomendamos o Dicas do Salgueiro, um programa feito por um personal trainer, Bruno Salgueiro, com conversas sobre fitness e nutrição. 

Uma das apostas mais recentes em Portugal vem da Eleven Sports, com a promessa de episódios novos todas as semanas e que se focam em F1, Champions League, La Liga, Bundesliga, Ligue 1, Padel, NFL e todas as outras modalidades que fazem parte da programação do canal.  Os fãs de NBA não podem deixar de ouvir o No Dunks, um podcast diário em que não falta a análise aos jogos, respostas a perguntas de ouvintes e entrevistas sobre basquetebol.

Política e economia: dois temas que vale a pena explorar 

São assuntos que não se levam para a mesa de jantar. Costumam ser motivos para trocas acesas de pontos de vista entre amigos ou familiares. Para quem gosta estar informado, os meios de comunicação dão uma breve síntese de economia e de política, mas os podcasts fazem o papel da análise crítica, que não encontramos todos os dias na tv – pelo menos na de sinal aberto.

Vamos por partes: para os que pretendem aprofundar conhecimento e opiniões sobre a política nacional, o Contraditório traz uma análise a quatro mentes, uma vez por semana. Os episódios têm sensivelmente 45 minutos: o tempo suficiente para estar mais informado, sem se tornar exaustivo. Se, no próximo jantar, o tema for política internacional, o mais provável é que os EUA estejam em cima da mesa. Julgamentos à parte, o Pod Save America é um dos podcasts mais ouvidos do outro lado do Atlântico. Com quatro assessores que trabalharam na administração Obama, recebem jornalistas, políticos, comentadores ou ativistas para debater a política atual do país. 

Por último… vamos falar de dinheiro. É tema tabu para muitos, mas os temas de economia e finanças, quer a um nível pessoal como macro, são extremamente importantes para perceber como funciona, afinal, o dinheiro. O podcast Economicamente falando é um guia prático para questões de emprego, de salários e de todos os temas que deveríamos ter presentes. Para conhecer melhor algumas personalidades relevantes na área de economia, o Conversa Capital, numa parceria entre o Jornal de Negócios e a Antena 1.