Este website utiliza cookies para melhorar a navegação. Ao navegar no website estará a consentir a sua utilização. Para saber mais clique aqui.

Powered by

Unibanco
Tim’s Terrace: Um <em>rooftop</em> sobre o Douro Tim’s Terrace: Um <em>rooftop</em> sobre o Douro

Tim’s Terrace: Um rooftop sobre o Douro

Tim’s Terrace: Um rooftop sobre o Douro

A Quinta de La Rosa, famosa pelos grandes vinhos, acaba de criar um espaço onde reinam pizas e cervejas, mas com a vista de sempre…


Publicado em 10-Out-2019

Tim’s, Terrace, assim se chama o novo espaço gastronómico da Quinta de La Rosa, situado num patamar superior onde em tempos o pai de Sophia Bergqvist tanto gostava de se sentar e fazer as suas refeições. Trata-se de uma homenagem, portanto, e não é difícil perceber a atração do lugar, com uma vista magnífica sobre o Douro, mesmo em baixo, e as quintas em frente. Idílico!

Mas o espaço quebra de alguma forma com o tradicional, pois oferece uma zona de refeições descontraída, com uma oferta que passa sobretudo por pizas e tapas, acompanhadas por uma das cervejas artesanais aqui produzidas. E se pensa que cerveja, piza e Douro não combinam, espere até provar uma Piza tomate Coração de Boi, acompanhado por uma La Rosa IPA, uma cerveja bastante floral, até pelo facto de ter fermentado e estagiado em barricas usadas pelo vinho branco da herdade.

A produção de cervejas é uma “pequena” brincadeira, gerida pelo irmão de Sophia, Philip Bergqvist, com ajuda do sobrinho, Kit Weaver, e este é ainda o “pizzaiolo principal”, tendo criado, para além da Tomate Coração de Boi, mais três escolhas: uma de queijo da serra, figos e cebola caramelizada, uma clássica margarita e, por fim uma de pimento, cogumelos e chourição – a ideia será sempre enaltecer os sabores do Douro e, claro, quem não quiser acompanhar com cerveja, tem sempre a hipótese de optar pelos vinhos da quinta. Além das pizas, o menu junta ainda o Prego do Tim, com ovo estrelado, uma das refeições preferidas do homenageado, um Hambúrguer com cebolada de vinho do Porto, alface, tomate e batata brava, petiscos como Bolinhos de bacalhau e Esferas de alheira recheadas com queijo da serra, ou ainda um belo barbecue, com gaspacho de tomate de entrada e frango, picanha ou cachaço de porco entre outras as opções de carne.

  • Tim’s Terrace: Um <em>rooftop</em> sobre o Douro | Unibanco
  • Tim’s Terrace: Um <em>rooftop</em> sobre o Douro | Unibanco
  • Tim’s Terrace: Um <em>rooftop</em> sobre o Douro | Unibanco
  • Tim’s Terrace: Um <em>rooftop</em> sobre o Douro | Unibanco
    • Tim’s Terrace: Um <em>rooftop</em> sobre o Douro | Unibanco
    • Tim’s Terrace: Um <em>rooftop</em> sobre o Douro | Unibanco
    • Tim’s Terrace: Um <em>rooftop</em> sobre o Douro | Unibanco
    • Tim’s Terrace: Um <em>rooftop</em> sobre o Douro | Unibanco

      Tim’s Terrace: pizas a partir de 10 euros, Prego do Tim por 15, tapas a partir de 7, um menu barbecue completo por 35 euros. Aberto para Pizzas&Tapas de terça-feira a sábado, das 13h30 às 17h00, e para Barbecue das 18h30 às 20h00. Encerra ainda nos meses de janeiro e fevereiro.

      A família Bergqvist está ligada à produção de vinho do Porto desde 1815, e a Quinta de La Rosa, situada na margem direita do Douro, mesmo ao lado da vila do Pinhão, está na posse da família desde 1906. Trata-se de uma quinta especial, com vinhas velhas centenárias, onde se destaca ainda a Vinha do Inferno, pela grandiosidade dos seus socalcos (alguns com mais de cinco metros de altura), criada e plantada pelo bisavô de Sophia, Albert Feuerheerd, antes da I Guerra Mundial. Mas foi só na década de 1980 que Sofia Berqvist e o seu pai, Tim, se lançaram no mercado com uma marca própria, e desde logo apostando não só em vinhos do Porto, como também nos de mesa, cuja produção dava então os primeiros passos no Douro. Entre os melhores exemplos estão os Tawny de idade (10,20 e 30 anos), o LBV e o Vintage nos Porto, ou o Quinta de La Rosa Reserva, branco e tinto, sendo que o TIM grande Reserva branco e o Vale do Inferno Tinto já são dois vinhos superlativos. Sem a palavra reserva estão os vinhos mais comuns, sendo que uns e outros já foram todos premiados.

      • Tim’s Terrace: Um <em>rooftop</em> sobre o Douro | Unibanco
      • Tim’s Terrace: Um <em>rooftop</em> sobre o Douro | Unibanco
        • Tim’s Terrace: Um <em>rooftop</em> sobre o Douro | Unibanco
        • Tim’s Terrace: Um <em>rooftop</em> sobre o Douro | Unibanco

          Hoje a de La Rosa tem vindo a diversificar a oferta, criando azeites de quinta e oferecendo um espaço de enoturismo com vários quartos, entre a casa principal ou e a vinha, sem dúvida uma das melhores ofertas do género no Douro e, desde há três anos ainda, um restaurante, o Cozinha da Clara, mais uma homenagem à família, neste caso a avó de Sophia.