Igualdade e Diversidade : Ajudar a fazer um mundo melhor

Igualdade e Diversidade : Ajudar a fazer um mundo melhor

Vencedor BPI Fundação La Caixa - Prémios BPI La CaixaMenção HonrosaVodafone - Serviço de Atendimento a Cliente em Língua Gestual PortuguesaN.º de candidaturas - 9

O balanço do júri
“O número de candidaturas demonstra que as instituições privadas e públicas do terceiro setor estão a olhar para os temas da diversidade, da inclusão, da igualdade, de uma forma que há uns anos não se verificava”. Margarida Couto, presidente do júri.

“Os prémios visam apoiar instituições do setor social, não lucrativas, e que estão muito próximas da solução de problemas das pessoas mais carenciadas e mais vulneráveis da sociedade”, explica Artur Santos Silva, presidente honorário BPI e curador da Fundação La Caixa.

Os prémios realizam-se desde 2010, tendo a partir de 2018 a ser em conjunto BPI e Fundação La Caixa. Já realizou 28 edições tendo distribuído 18,8 milhões de euros por 639 projetos de 461 entidades, que “beneficiaram cerca de 150 mil pessoas que estão nas zonas mais carenciadas e que têm mais problemas para se integrar na sociedade”, disse Artur Santos Silva. Para o futuro Artur Santos Silva considera que “queremos é que as instituições sociais sintam que se tiverem projetos com mérito os apresentem porque podem ter uma resposta financeira. O nosso lema é “ajudar quem ajuda”.

Os prémios da Fundação La Caixa já beneficiaram 150 mil pessoas de zonas mais carenciadas. Artur Santos Silva
Presidente honorário do BPI e curador da Fundação La Caixa

O Serviço de Atendimento a Cliente em Língua Gestual Portuguesa da Vodafone nasceu em 2012 e, seis anos depois, passou a ser feito por videoconferência, tendo atendido em 2020 mais de 1.250 chamadas. A sua realização envolveu vários parceiros dentro e fora da Vodafone e, como lembra Ana Veríssimo, manager sustainability, health & Safety e Foundation, “foi um desafio lançar este serviço mas, com o empenho de todos e com a tecnologia a ajudar, conseguiu-se. Tiveram de ser criadas para a língua gestual portuguesa”.

É um serviço gratuito que está disponível no contact center da Vodafone, todos os dias da semana entre as 9 e as 20h, prestado por videoconferência e o acesso pode ser feito por computador, tablet ou smartphone. “Melhorou muito a vida das pessoas surdas e com deficiência auditiva porque lhes permite, de forma independente e autónoma, esclarecer as suas dúvidas, explorar os serviços de telecomunicações”, concluiu Ana Veríssimo.