Este site usa cookies para melhorar a experiência. Ao navegar no site está a concordar com o seu uso. Saiba mais sobre os Termos de Utilização.

by  Zentiva
Conselhos para os cuidadores Conselhos para os cuidadores
Apoiar

Conselhos para os cuidadores

Cuidar de si é também uma forma de cuidar melhor dos outros. Queremos que saiba que é normal sentir-se cansado. Não significa que ame menos. Muito pelo contrário. Não se esqueça de se amar a si mesmo!

Cuidar é alimentar, hidratar e não se esquecer de dar a medicação a tempo e horas. É fazer transferências e mobilizações. É fazer a higiene, aspirar secreções, adaptar dispositivos médicos e controlar parâmetros vitais. É manter a pessoa de quem cuidamos ativa, física e mentalmente. É perceber, respeitar e tentar satisfazer os gostos pessoais da pessoa cuidada – porque assegurar a estabilidade emocional também faz parte das funções do cuidador informal. São as funções que a ANCI indica quando questionamos o papel  de quem cuida. De fora ficam os atos médicos, relegados para os especialistas.

São funções que esgotam, física e mentalmente. São funções que provocam mudanças na estrutura familiar e que muitas vezes levam ao isolamento. Quem cuida é ainda confrontado com situações cuja resposta desconhece, muitas vezes sem conseguir encontrar os apoios adequados. Estas são as queixas mais comuns dos cuidadores informais. 

É importante que os cuidadores, acima de todas as funções importantes que desempenham para com os cuidados, cuidem também de si, ao apoiar-se na família, nos amigos e nas equipas de saúde. Ao participar, sempre que possível, em grupos de suporte presencial ou online. Ao não abandonar por completo os seus hobbies. 

Ficam mais alguns conselhos da Associação Nacional de Cuidadores Informais para todos os que cuidam.

Aprender

“Ainda são poucos os cuidadores com literacia em saúde. Muitos aprendem apenas com a própria experiência.” A formação é uma componente essencial, para aprender o que é a doença, como se pode tratar, como cuidar melhor e que recursos existem.

Permitir momentos sem culpa

“É fundamental que saibam e sintam que os podem ter!” Momentos para cuidarem deles próprios, para descansar, para sair de casa, para confiarem a pessoa cuidada a outras pessoas. Não o fazer é dos maiores lapsos dos cuidadores informais.

Pedir ajuda

“É essencial reconhecer que estão cansados. Pensar mais neles próprios, usufruir do descanso do cuidador para se divertirem, passearem e confiarem que não são os únicos que conseguem cuidar daquela pessoa.”

Nunca se esqueça de...

Cuidar de si

Meditar
Praticar a autoconsciência
Relativizar
Parar
Eliminar a culpa

Cuidar dos outros

Ouvir e manter-se presente
Questionar “Estás bem?” com frequência
Tentar que qualquer encontro seja uma carga de energia positiva
Compreender muito e exigir pouco
Cultivar o sorriso e a diversão

Vídeo

Inovação e desenvolvimento

São palavras com muito significado para quem trabalha na Zentiva.

É nos laboratórios dos Medicamentos Genéricos que se desenvolvem novos produtos e onde os obstáculos se tornam em oportunidades. Criar um medicamento genérico é muito mais do que fazer uma cópia de um medicamento que já existe. Equipas multidisciplinares e de todos os cantos do mundo trabalham em conjunto para fazer a diferença na vida de muitas pessoas.