Este site usa cookies para melhorar a experiência. Ao navegar no site está a concordar com o seu uso. Saiba mais sobre os Termos de Utilização.

by  Zentiva
Hoje vamos dormir bem? Hoje vamos dormir bem?
Cuidar

Hoje vamos dormir bem?

Apostamos uma sesta de domingo à tarde em como nunca pensou nisto: se viver até aos 90 anos, significa que 30 são passados a dormir. Ganhamos a aposta?

Em média, passamos oito horas diárias a dormir, o que corresponde a um terço do dia e a um terço dos anos que temos para viver. Se passamos tanto tempo a dormir, mais vale que essas horas sejam bem aproveitadas. Afinal, dormir é vital, tanto para o bem-estar físico como emocional.

Está mais do que provado que dormir tem benefícios curativos e preventivos para a saúde. Já alguém lhe disse “dorme um pouco” quando está adoentado? Recebeu um dos melhores conselhos que lhe podiam dar! Dormir profundamente é a garantia para uma recuperação mais rápida.

Fisicamente, durante o sono, o corpo passa por um processo recuperador que beneficia o sistema imunitário, o sistema digestivo e o sistema cardiovascular. Dormir a quantidade certa é ainda crucial para manter as funções cognitivas e emocionais, com efeitos positivos na concentração e na memória, na resolução de problemas e na motivação.

Sabe bem dormir, mas sabe ainda melhor saber que uma boa noite de sono é o que precisamos para uma vida mais feliz e equilibrada. Siga os passos deste guia do sono. A saúde depende disso.


Guia do sono

Passo 1

O conforto é o mais importante. Colchão e almofada certas podem fazer maravilhas ao apoiar a coluna e ao remover a pressão, sempre que adaptados à posição de dormir e aos hábitos noturnos.

Para quem dorme de lado, o melhor colchão será o que apoia a coluna vertebral numa posição neutra, de preferência, um colchão menos rígido que se adapta à forma. A almofada deve ser firme e alta, de forma a alinhar cabeça, pescoço e coluna. É a posição mais aconselhada, sobretudo, se dormir do lado esquerdo. Favorece a respiração, evita o refluxo gástrico e diminui o esforço cardíaco. Mas atenção aos joelhos: quanto mais próximo do queixo, mais pressão se coloca sobre a coluna e sobre o pescoço, com maior dificuldade em respirar.

Para quem dorme de costas, o colchão mais adequado será o que apoia o pescoço e a zona lombar, ou seja, um colchão firme. Uma almofada de altura média funciona bem sem empurrar a cabeça para a frente. Esta posição não é aconselhada para quem ressona ou sofre de apneia do sono. Em caso de gripe ou constipação, para facilitar a respiração, deve colocar uma almofada nas costas de forma a ficar recostado.

Para quem dorme de barriga para baixo, o colchão deve suportar de forma uniforme, sendo a opção certa um meio-termo entre macio e firme. Uma almofada baixa apoia a cabeça na altura certa, sem esticar o pescoço. Esta é a pior posição para dormir, já que pressiona excessivamente a região lombar, o pescoço e toda a zona cervical. Além disso, afeta a respiração. 

Respirar bem no sono

Dormir com dores de cabeça e corpo, nariz entupido e tosse não é tarefa fácil. Use uma almofada extra ou bem alta para sustentar a cabeça e aliviar a pressão sinusal. Durma com um humidificador ou vaporizador no quarto e tome um banho de água quente antes de se deitar. O vapor vai ajudar a hidratar os vasos nasais que secam naturalmente com constipações e gripes. Evite beber álcool.

Passo 2

Temperatura e qualidade do ar são os próximos fatores a considerar.  Independentemente do gosto pessoal e do tipo de edredão que usa, a temperatura do quarto deve rondar os 13 e os 20°. Quanto à qualidade do ar, certas plantas como aloé vera e lírio-da-paz são purificadores naturais que fazem toda a diferença. 

As reações alérgicas podem ser causadas pelos ácaros, que gostam particularmente de ambientes húmidos, quentes e escuros. Mantenha o colchão seco e limpo, assim como a roupa da cama. Espere, pelo menos, duas horas até fazer a cama ou não a faça de todo, de forma a dar tempo para esta secar totalmente. Lave toda a roupa de cama, almofadas e protetores removíveis a 60 graus e, depois, faça secagem a seco, a temperatura normal.

O edredão deve ser grosso e quente para aqueles que sentem, habitualmente, frio durante a noite. Para os mais calorentos, o lyocell e o linho são os materiais aconselhados. E se tem alergias, escolha materiais sintéticos que possam ser lavados com frequência.

Passo 3

Segue-se o som e a luminosidade. Primeiro, o quarto deve estar o mais escuro possível, com bloqueio total da luz natural e das luzes artificiais exteriores. As luzes interiores de tonalidade quente são as melhores opções para ter ligadas enquanto se prepara para dormir. Em relação ao som, o quarto deve ser um oásis da calma. Cortinas, tapetes e móveis que revestem as paredes, como estantes de livros, ajudam a isolar o quarto de sons intrusivos e vibrações. 

Quantas horas são precisas?

Recém-nascidos até aos 3 meses: entre 14 e 17 horas por dia
Bebés dos 4 aos 11 meses: entre 12 e 15 horas
Crianças com 1 e 2 anos: entre 11 e 14 horas
Crianças dos 3 aos 13 anos: entre 9 e 11 horas
Adolescentes dos 14 aos 17 anos: entre 8 e 10 horas
Adultos dos 18 aos 64 anos: entre 7 e 9 horas
Adultos com mais de 65 anos: entre 7 e 8 horas
Vídeo

Inovação e desenvolvimento

São palavras com muito significado para quem trabalha na Zentiva.

É nos laboratórios dos Medicamentos Genéricos que se desenvolvem novos produtos e onde os obstáculos se tornam em oportunidades. Criar um medicamento genérico é muito mais do que fazer uma cópia de um medicamento que já existe. Equipas multidisciplinares e de todos os cantos do mundo trabalham em conjunto para fazer a diferença na vida de muitas pessoas.