Este site usa cookies para melhorar a experiência. Ao navegar no site está a concordar com o seu uso. Saiba mais sobre os Termos de Utilização.

by  Zentiva
Celebramos a felicidade? Celebramos a felicidade?
Proteger

Celebramos a felicidade?

Sorrisos e boa-disposição parecem, nos dias de hoje, difíceis de alcançar. Com o Dia Internacional da Felicidade à porta (20 de março), escolhemos recordar a importância de proporcionar momentos felizes aos que nos rodeiam.

Nos tempos difíceis que correm, a felicidade não é propriamente um tema em pauta. Pelo contrário. Nesta altura pede-se, sobretudo, que se renuncie a muito do que nos faz feliz no dia a dia para salvar vidas. É isso o que está em causa. Este compromisso de renúncia individual vai permitir que, num futuro mais próximo, voltemos todos a poder conviver e desfrutar livremente. O hoje pelo amanhã. 

Não podemos esquecer que, mesmo em tempos difíceis, é necessário sentir-se feliz e proporcionar momentos felizes a quem está à nossa volta. É preciso, sobretudo, alegrar as crianças, ao mesmo tempo que as sensibilizamos para a situação real e atual do mundo e as levamos a refletir sobre o que é isto da felicidade.


Cinco conselhos para dias mais felizes

Sabendo que a conjuntura atual não é fácil para as famílias, reunimos alguns conselhos para que juntos possamos enfrentar e superar este obstáculo com otimismo.

1. Mantenha a calma 

Tente limitar o pessimismo e evite passar essa ansiedade aos que o rodeiam. Desacelerar e parar uns minutos para respirar são formas de se manter focado no presente. Esqueça as preocupações com o que não é essencial e foque-se no que é importante para o momento. Siga as indicações das autoridades responsáveis, não partilhe informação desnecessária e de fonte duvidosa. Esteja atento à informação corrente e procure transmiti-la da melhor forma às crianças e aos idosos com quem tem contacto próximo.

2. Desconecte-se

Se está em casa com as crianças, mesmo que em regime de teletrabalho, aproveite as pausas para promover momentos de prazer e de união entre a família.  Crie novas atividades, incentive as crianças a partilhar ideias sobre como podem ocupar o tempo de forma ativa e divertida, estimule a brincadeira. Jogos de tabuleiro, cozinhar, acampar em casa, peças de teatro improvisadas, caça ao tesouro, trocas de elogios, sessões de cinema, espetáculos de fantoches, são algumas ideias de atividades que podem fazer em conjunto para aproveitar da melhor forma os dias.

      Tempo de qualidade para brincar com os pais é cada vez mais escasso. Aproveite! Dedique-se aos que ama. Escolha passar tempo com eles. Tente fazê-los sorrir todos os dias e deixe que o façam sorrir a si também. Agradeça pelos momentos especiais que proporcionam. Reserve o tempo de conexão à Internet para contactar com quem não consegue estar fisicamente presente. Deixe que os filhos façam o mesmo! Partilhe fotografias esquecidas, troque ideias de leituras, filmes e séries para ver, faça videochamadas com amigos e familiares…

      3. Coma de forma saudável

      Mudar de rotinas de um dia para o outro pode provocar uma sensação de insegurança maior do que seria de esperar numa situação normal. As crianças e os jovens deixaram de ter de acordar cedo, deixam de ter almoço na escola e já não há sinais sonoros para as pausas habituais de lanche. Muitos pais deixaram também o local de trabalho e estão agora em casa. 

      As dinâmicas das refeições de pais e filhos são diferentes e, sem ser possível um período de readaptação dadas as circunstâncias, a melhor opção passa por manter uma alimentação saudável, com várias refeições ao longo do dia e, sempre que possível, em conjunto. Não caia na tentação de comer guloseimas a mais ou fazer refeições totalmente fora de horas!

          Uma alimentação pouco saudável vai resultar na sensação de mal-estar e fadiga constante. Dê preferência a alimentos nutritivos e pratique exercício. Um corpo saudável ajuda a manter uma mente sã.

          4. Mexa-se

          Manter a saúde mental e a forma física podem ser agora desafios ainda maiores. Para os que estavam habituados a sair de casa, a caminhar, correr, andar de bicicleta, a fazer exercício regularmente – em ginásios ou no exterior –, passar os dias entre quatro paredes é uma sensação extremamente difícil de aceitar e entender. Nos próximos dias, mexa-se. Não se deixe ficar pelo sofá! Faça exercício dentro de casa, pratique ioga, dance. Crie uma rotina de exercício físico e convide toda a família a fazê-lo também.

          5. Retribua

          É nestas alturas que se retomam contactos há muito perdidos. Por preocupação e por empatia, recordamos algumas pessoas com quem não temos contacto frequente. Aproveite o tempo mais livre para enviar e responder às mensagens de apoio e solidariedade. Mostre às pessoas que fazem e que já fizeram parte da sua vida que se importa com elas, mesmo que já não as veja há algum tempo. Partilhe a preocupação, a gentileza, a gratidão e espalhe a felicidade. Em breve, quem sabe, não estão a tomar um café numa esplanada?

          Todos os anos, as Nações Unidas divulgam neste dia o Relatório Mundial sobre a Felicidade, um ranking que aponta os países mais felizes do mundo. A iniciativa existe desde 2012, com a classificação a apoiar-se em seis indicadores: rendimento, liberdade, confiança, apoio social, generosidade e expectativa de uma vida saudável.


          Estar feliz, sentir-se feliz

          Ao longo da vida temos momentos bons e momentos maus. Alturas em que nos sentimos felizes e alturas em que nos sentimos mais tristes. Tal como ao longo do dia, os sentimentos oscilam. Não são estáticos. Perceber o que nos faz sentir e ficar feliz aproxima-nos mais desta felicidade que tanto se fala. 

          Aprender a identificar estes momentos de felicidade e aproveitá-los é o caminho que temos de percorrer para sermos mais felizes.

          Aproveite agora os momentos que, genericamente falando, ditam mais tempo em família para viver no presente e partilhar momentos felizes. Aproveite para descobrir o que faz feliz a cada membro da família e desfrute dessas atividades em conjunto.

          Vídeo

          Inovação e desenvolvimento

          São palavras com muito significado para quem trabalha na Zentiva.

          É nos laboratórios dos Medicamentos Genéricos que se desenvolvem novos produtos e onde os obstáculos se tornam em oportunidades. Criar um medicamento genérico é muito mais do que fazer uma cópia de um medicamento que já existe. Equipas multidisciplinares e de todos os cantos do mundo trabalham em conjunto para fazer a diferença na vida de muitas pessoas.